Arquivo mensal: janeiro 2016

Pompons na cozinha!

Padrão

Até as almofadas das cadeiras da nossa cozinha, podem ter um toque especial!

Podem e devem.

Aqui há dias, olhei para elas ao pequeno almoço e pensei: “Coitadinhas tão insossas!”

Fui à retrosaria e comprei fita com pompons! Como o objetivo era a cor, optei por um rosa e um verde que até são os tons dos tapetes!

Ainda só fiz duas, mas acho que dá para ver como ficou giro!

Eu gosto!

fotografia 2 (2)

 

 

 

Anúncios

Ideias!

Padrão

Olhem só que ideias engraçadas para reaproveitar caixas de vinho ou mesmo caixas de fruta!

Estou a precisar de arranjar um sitio para guardar as minhas revistas de culinária.

Já sei onde e como vai ser!

| Imagens retiradas do Pinterest |

Uma mousse, rápido por favor!

Padrão

Uma mousse rápida e deliciosa para ocasiões em que temos um jantar de última hora em casa, ou simplesmente para levar para um jantar em casa de amigos!

A imagem que se segue não é minha, mas este é o aspeto final da mousse!

© deia sinatora fotografias

© deia sinatora fotografias

Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado pequena
  • 2 pacotes de natas de 200 ml cada
  • sumo de dois limões
  • raspa de limão

Preparação:

Bata as natas e depois junte o leite condensado.
Seguidamente, junte o sumo dos dois limões e mexa tudo muito bem.
Verta o preparado numa taça, decore com raspa de limão e leve ao frigorífico durante cinco horas.

Dica útil

Padrão

Tenho alguma selo-fica-a-dicadificuldade em ter salsa e coentros frescos! Morrem sempre!!

Assim, e para ter sempre em casa estas duas ervas, compro raminhos frescos, pico e congelo, cada uma na sua caixa!

Vou fazer o mesmo a uma raiz de gengibre que tenho no frigorifico!

 

O Arroz de Marisco

Padrão

arroz de marisco

Fazer um arroz de marisco não tem necessariamente de ser sinónimo de demora e despesa.

Podemos fazer um ótimo arroz em 35-40 minutos e bastante acessível!

Como já havia dito, não uso caldos e neste arroz nem coloco a habitual sopa de marisco, utilizada em tantas receitas. Porque não acho que fique melhor e porque pega facilmente no tacho. 

O tacho! O ideal é usar um tacho de barro, fica bastante melhor. O aroma e o sabor ficam mais intensos!

Então vamos lá!

Para este manjar para 5 pessoas utilizei: 

          • Uma embalagem de 900gr de sortido de marisco congelado. Ter em atenção que há muitas embalagem que trazem uma quantidade absurda de delícias do mar. 

          • 1 embalagem de 400gr camarão congelado

          • 2 tomates. Gosto muito de usar o tomate peito de dama. Se vivessem aqui perto, dir-vos-ia que o encontram facilmente na Carolina! Por acaso desta vez utilizei chucha, estava maduro o suficiente para o efeito

          • 1 cebola

          • 2 alhos

          • 1 ramo (generoso) de coentros, que adoro!

          • salsa qb

          • 1 folha de louro

          • pimentão doce

Colocar a mariscada num passador de rede, passar por água, escorrer e reservar.

Descascar  e lavar a cebola e os dentes de alho e picar finamente
Levar um tacho ao lume com o azeite, deixar aquecer, adicionar a cebola e os alhos e deixar refogar até que a cebola fique transparente.

Na maioria dos meus cozinhados não deixo a cebola refogar muito, faço tudo a frio, é muito mais saudável. Aqui abro uma exceção!

Junto depois o tomate picado e um ramo de coentros, um pouco de salsa, uma folha de louro, uma pitada de pimentão doce, um pimento verde e deixo cozinhar mais 3 minutos, mexendo de vez em quando.
Acrescento 1L de água, tempero com sal e piri piri. Bem, eu não ponho piri piri porque não suporto coisas picantes, mas tenho preparado uma garrafinha de azeite com malaguetas para os aventureiros!

Mexer e deixar levantar fervura. Adiciono então a mariscada e o arroz e deixo cozinhar durante aproximadamente 20 minutos, mexendo de vez em quando. Arroz carolino, neste caso.

Juntar mais água caso achem que precisa e retificar os temperos se necessário. Retirar do lume e servir polvilhado com a salsa picada ou coentros. Este prato deve ser servido de imediato, para que o arroz fique solto.

Estava maravilhoso, sem nada de especial, mas as ervas e mesmo até o alho caseiro, deram-lhe um sabor muito bom.

Sabores da minha cozinha

Padrão

  
Na minha cozinha não entram molhos comprados, nem cubos de caldo de carne ou peixe. Uso muito pouco sal, uso óleo quando o rei faz anos. 

Uso e abuso, ( qb, porque o que é demais parece mal!) do azeite, alho, cebola e aromáticas. 
Tento não usar azeite que contenha azeite refinado, principalmente em saladas.
Houve “clientes” que se queixaram, mas agora notam é quando há sal a mais! 
Experimentem, arranjem um cantinho de aromáticas no vosso jardim! 

Utilidades domésticas

Padrão

É sempre bom saber estas coisas!

Têm papel de alumínio em casa? Então vejam algumas coisas que podem fazer com ele!

Fonte: MDEMULHER

1. Tesoura bem afiadinha
Antes de jogar as folhas de alumínio amassadas no lixo, use-as para afiar aquela tesoura “cega”. É fácil: desamasse o material e corte-o em tiras – de oito a dez são suficientes para melhorar o fio do instrumento.

2. Xô, pinga-pinga
Apareceu uma goteira no telhado justamente no fim de semana e a meteorologia promete mais chuva? Identifique as telhas quebradas ou rachadas e cubra a área com uma folha de alumínio, fixando bem as bordas nas telhas ao lado. Como o material é moldável e impermeável, o reparo de emergência resistirá firme e forte durante vários dias.

3. Sem cheiro de cebola
Usou só uma parte do tempero? Embrulhe o restante em filme plástico, depois em uma folha de alumínio, e guarde-o na geladeira – o cheiro ficará contido na embalagem e não passará para os outros alimentos. Além disso, a cebola vai se manter fresquinha e úmida por mais tempo.

4. Passe mais rápido!
Reduza pela metade o tempo que você gasta passando roupa com o seguinte truque: coloque uma folha de alumínio sobre a tábua de passar com o lado brilhante voltado para cima. Cubra-a com um tecido fininho de algodão (estique bem e prenda na tábua com pedacinhos de fita crepe, se necessário). Como o alumínio reflete o calor, só de passar um lado da roupa, o outro também ficará lisinho!

5. Ajuste mais que perfeito
Se o parafuso e a porca não estão se encaixando direitinho, ou se na hora de desmontar e remontar um móvel ou objeto a arruela sumiu, a dica é enrolar um pedaço de papel-alumínio perto da cabeça do parafuso e rosquear bem até conseguir a pressão necessária.

6. Assado uniforme
Você provavelmente já envolveu carnes em folhas de alumínio para assá-las por igual, sem ressecar nenhum cantinho. Mas talvez não saiba qual lado do laminado deve ficar em contato com o alimento… Descobrimos a resposta para você: por ser mais lisa, a parte brilhante adere menos à comida, evitando que a casquinha do assado grude no papel.

7. Forno e fogão sempre limpos
Antes de assar ou gratinar os alimentos, cubra o fundo do forno com papel-alumínio – os eventuais respingos da forma caem na folha. Ao final, espere o forno esfriar, retire o alumínio sujo e jogue-o fora. Ele também serve de protetor de fogão na hora de preparar frituras e molhos: basta colocar o papel sobre a chapa, deixando os bicos das chamas livres.

8. Frutas bem conservadas
Se você guarda frutas na geladeira para saboreá-las mais fresquinhas, saiba que isso não é mais preciso. Basta embalar o alimento em folhas de alumínio. Mesmo a banana, que estraga rapidamente fora do refrigerador, continuará tenra por mais tempo armazenada dessa maneira. Mas certifique-se de envolver toda a fruta, combinado?

9. Esponja improvisada
Uma folha de alumínio amassada é tão eficiente quanto uma esponja de aço para eliminar os restinhos de comida que vira e mexe grudam nas panelas. Coloque a dica em prática da próxima vez que aquele assado (ou quem sabe um brigadeiro…) não soltar do fundo do recipiente.

10. Cone multiúso
Improvise um funil enrolando uma folha dupla de alumínio em formato de cone. A vantagem sobre o utensílio de plástico é que você consegue moldar o papel para se encaixar em qualquer orifício. Você também pode usar o cone na hora de decorar bolos e sorvetes – encha-o com cobertura ou chantilly e pressione a base, criando os desenhos.

MAIS:

 

Quando as molas ajudam os fones!!

Padrão

As molas de roupa, especialmente as de madeira, podem ter várias utilidades!

Já andava há um tempo à procura de uma solução para os meus fones. Passam a vida emaranhados!

Ora, surrupiei duas molas de madeira ao estendal, “vesti-a” com washi tape e tintas e um coração em EVA .

1

As duas molas devem ser ser coladas desencontradas para que os fones sejam enrolados convenientemente.

fotografia (1)

Et voilà! Enroladinhos e direitinhos!!!

CHUAACCKKK!

Querem ir às Bahamas?

Padrão

Os amigos orientais têm umas botijinhas que vos vou contar…

Seis minutos ligadas à corrente e ficam quentinhas por uma eternidade!

Por 4,50€ as Bahamas a meus pés!

Bloglovin com Hortelã

Padrão

 

logo_b

 

<a href=”http://www.bloglovin.com/blog/14630819/?claim=25tcmeqc4vv”>Follow my blog with Bloglovin</a>