Arquivo da categoria: Receitas

Segundo Round….

Padrão

Depois do sucesso do primeiro, cá estou eu na confecção do segundo round da compota de abóbora com nozes!

Creio que o ingrediente que dá o toque especial à compota é este: Canela Moida de São Tomé.

O cheiro é fantástico, não tem nada a ver com a canela que compramos por aqui.

Mais uma das maravilhas da ilha de São Tomé e Principe!

 

Perderam a receita? Podem consultar aqui.

Pescada Abafada!

Padrão

Inventei o nome mesmo agora!

O homem grande está obrigado a uma dietazinha.

Para fugir aos habituais grelhados e cozidos, ontem tive um tête à tête com a pescada e pensei: “Vou-te abafar!”

Num pedaço de papel de alumínio reguei um pouco de azeite e coloquei a posta de pescada por cima com umas pedrinhas de sal, salsa, alho cortado miudinho e uma rodela de gengibre. À volta pus uma cenoura cortada às rodelas e 3 couves de bruxelas, voltei regar com um pouco de azeite.

Fiz uma trouxa com o papel de aluminio e dispus num pirex com 4 batatas pequeninas.

Foi ao forno por meia hora.

O destinatário da receita adorou e eu, que também provei, digo-vos, estava uma maravilha!

 

A compota da menina abóbora!

Padrão

Felizmente cá por casa aparecem muitas coisas!

Desta vez foi uma abóbora. Uma abóbora menina.

Olhei para ela e pensei logo em doce!

Ontem pus mãos à obra. A casa foi invadida por um cheirinho tão bom, tão acolhedor, tão inspirador…!

Ingredientes

1 kg de polpa de abóbora cortado em cubos
800g de açúcar, eu usei açucar amarelo
Sumo de 2 laranjas
200g de nozes picadas
1 pau de canela
1 colher de chá de canela em pó

Preparação:

1. Numa panela, levar ao lume a abóbora, o açúcar, a canela em pó, o pau de canela e o sumo de laranja.
Mexa, tape e deixe cozinhar em lume brando durante 1 hora.

2. Passado 1 hora, retire o pau de canela e passe tudo com a varinha mágica.
Junte as nozes.
Mexa e deixe cozinhar em lume moderado durante 15 minutos.
Convém de vez em quando ir mexendo.

fotografia 5 (2)

3. Passado os 15 minutos apague o lume e deixe arrefecer totalmente a compota.
Depois da compota fria, guarde em frascos que vedem bem.

Utilizei uns frascos de vidro, normalíssimos, que esterilizei, fervendo-os com as tampas por 10 minutos.

Não deixei os frascos arrefecer de imediato e enchi-os com a compota, fechei-os e virei-os ao contrário e assim permaneceram 24h para criarem vácuo.

Foram as 24 h mais longas a minha vida!!!

Está maravilhoso. E fica bem com tostas, bolachas, queijo, pão, à colherada…. digo eu que já experimentei todas as variantes!

 

Esta receita foi retirada do site Sabor Intenso

Uma mousse, rápido por favor!

Padrão

Uma mousse rápida e deliciosa para ocasiões em que temos um jantar de última hora em casa, ou simplesmente para levar para um jantar em casa de amigos!

A imagem que se segue não é minha, mas este é o aspeto final da mousse!

© deia sinatora fotografias

© deia sinatora fotografias

Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado pequena
  • 2 pacotes de natas de 200 ml cada
  • sumo de dois limões
  • raspa de limão

Preparação:

Bata as natas e depois junte o leite condensado.
Seguidamente, junte o sumo dos dois limões e mexa tudo muito bem.
Verta o preparado numa taça, decore com raspa de limão e leve ao frigorífico durante cinco horas.

O Arroz de Marisco

Padrão

arroz de marisco

Fazer um arroz de marisco não tem necessariamente de ser sinónimo de demora e despesa.

Podemos fazer um ótimo arroz em 35-40 minutos e bastante acessível!

Como já havia dito, não uso caldos e neste arroz nem coloco a habitual sopa de marisco, utilizada em tantas receitas. Porque não acho que fique melhor e porque pega facilmente no tacho. 

O tacho! O ideal é usar um tacho de barro, fica bastante melhor. O aroma e o sabor ficam mais intensos!

Então vamos lá!

Para este manjar para 5 pessoas utilizei: 

          • Uma embalagem de 900gr de sortido de marisco congelado. Ter em atenção que há muitas embalagem que trazem uma quantidade absurda de delícias do mar. 

          • 1 embalagem de 400gr camarão congelado

          • 2 tomates. Gosto muito de usar o tomate peito de dama. Se vivessem aqui perto, dir-vos-ia que o encontram facilmente na Carolina! Por acaso desta vez utilizei chucha, estava maduro o suficiente para o efeito

          • 1 cebola

          • 2 alhos

          • 1 ramo (generoso) de coentros, que adoro!

          • salsa qb

          • 1 folha de louro

          • pimentão doce

Colocar a mariscada num passador de rede, passar por água, escorrer e reservar.

Descascar  e lavar a cebola e os dentes de alho e picar finamente
Levar um tacho ao lume com o azeite, deixar aquecer, adicionar a cebola e os alhos e deixar refogar até que a cebola fique transparente.

Na maioria dos meus cozinhados não deixo a cebola refogar muito, faço tudo a frio, é muito mais saudável. Aqui abro uma exceção!

Junto depois o tomate picado e um ramo de coentros, um pouco de salsa, uma folha de louro, uma pitada de pimentão doce, um pimento verde e deixo cozinhar mais 3 minutos, mexendo de vez em quando.
Acrescento 1L de água, tempero com sal e piri piri. Bem, eu não ponho piri piri porque não suporto coisas picantes, mas tenho preparado uma garrafinha de azeite com malaguetas para os aventureiros!

Mexer e deixar levantar fervura. Adiciono então a mariscada e o arroz e deixo cozinhar durante aproximadamente 20 minutos, mexendo de vez em quando. Arroz carolino, neste caso.

Juntar mais água caso achem que precisa e retificar os temperos se necessário. Retirar do lume e servir polvilhado com a salsa picada ou coentros. Este prato deve ser servido de imediato, para que o arroz fique solto.

Estava maravilhoso, sem nada de especial, mas as ervas e mesmo até o alho caseiro, deram-lhe um sabor muito bom.

A torradinha

Padrão

Restos de pão de domingo. Antes que fique duro que sei lá, deixa-me cá aproveitar!

Tudo a olhómetro!

Para 8 fatias

– Manteiga

– 2 alhos esmagados

– cebolinho bem picadinho

– 1 nadica de nada de sal

– Microondas para derreter 

  
Depois é só pincelar as fatias com a mistura (aqui adicionei um fio de azeite!), juntar umas fatias finas de tomate, polvilhar com oregãos e vão ao forno até que achem que estão ao vosso gosto!

O pão é do Lidl, pão da avó!